terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

A Guardiã - O Livro de Jade do Céu; de Ana Kandsmar [Opinião]


Um dos melhores livros de literatura fantástica de sempre! ^_^
 
 
Antes de mais queria agradecer à autora Ana Kandsmar por ter entrado neste mundo que é a literatura, já li dos mais variados géneros da literatura fantástica, mas são poucos os, que como este, me tocaram e verdadeiramente e me irão acompanhar para a vida.
 
Antes de vos falar do interior, vou falar do exterior, da belíssima capa que protege esta estória, para quem não sabe até à um ano atrás podíamos encontrar esta obra com o selo da Capital Books, e desde já peço as minhas desculpa às Edições Mahatma, mas tenho de dizer que tanto a capa criada pela actual editora, como pela anterior são ambas incríveis e bastantes fiéis com que podemos encontrar no interior deste livro.
 
Neste livro, Ana Kandsmar narra-nos os acontecimentos da vida da arqueóloga Luana Kelman, uma mulher que desde criança experiencia estranhos fenómenos e sonhos sobrenaturais, mas que a sua mente racional se recusa a relevar, e a descoberta do seu verdadeiro fado e significado em GEA.
 
No começo do livro podemos encontrar um prefácio escrito pelo falecido autor Luís Miguel Rocha, que partiu tão cedo, nele podemos encontrar palavras sábias sobre o livro e também sobre a vida, lamento nunca ter lido nada deste senhor, é algo que pretendo corrigir no futuro, mas queria deixar nesta opinião o seu nome como modo de, digamos, o homenagear.
 
Gostei, aliás, amei ler este livro, todo o mundo criado, as explicações para a verdadeira identidade do planeta Terra, as personagens, os locais, as descrições…
 
Não sou adepta de triângulos amorosos (Sagas Twilight e outros… -_-), mas o deste livro é contagiante, embora ainda esteja um pouco chateada com a maneira que a autora arranjou para o ‘’destruturar’’, o Gabriel não merecia aquele destino…
 
Um aspecto bastante interessante, mas muito pouco explorado neste género, foi o seguimento que foi feito a ambas as partes, ou seja, foi possível não só assistir ás acções praticadas pelo Bem e pelo Mal, como também o que cada um sentia e o fenómeno causa/efeito.
 
Este livro também me fez juntar um novo namorado literário à lista, Michel Eneus, foi sem dúvida a minha personagem favorita, apesar da sua personalidade irritante e egocêntrica no início, conseguiu surpreender-me e agradar-me, de modo a entender as suas motivações e ações.
 
O inédito neste livro é, sem sombra de dúvida, o modo como a autora conseguiu convergir teorias científicas e crenças espirituais/religiosas para explicar as origens do mundo como ele é, algo que consegue fazer uma pessoa descrente, como é o meu caso, parar e pensar que talvez a ideia de que seres superiores intervenham nas nossas vidas não seja assim tão descabida.
 
O livro encontra-se extremamente bem escrito, com um ritmo de leitura fantástico e com um reportório linguístico ímpar.
 
Só vos digo isto, corram à procura deste livro e leiam-no!
 
Por último e não menos importante queria agradecer à autora Ana Kandsmar, ás Edições Mahatma e à BeeDynamic Books pelo exemplar deste livro que me possibilitou fantásticos momentos de leitura, risos e choro, sim, este livro também me fez chorar pelo seu final.
 
Um grande abraço do fundo coração.

Sem comentários:

Enviar um comentário